Início » Whey Protein: Qual é o melhor para você?

Whey Protein: Qual é o melhor para você?

Vem sendo muito comum o consumo do whey protein para quem quer manter um estilo de vida saudável.

Porém, você sabia que existem vários tipos? E que cada um tem especificações de para que e para quem é indicado.

Dessa forma, nesse artigo você vai aprender a escolher o mais adequado para seu objetivo.

Qual o whey protein mais adequado para você?

O que é o Whey Protein?

O Whey Protein é um dos mais famosos suplementos entre quem treina ou busca uma vida saudável.

Apesar de sua composição variar de acordo com a marca, basicamente todos possuem como base a proteína do soro do leite.

Não apenas atua ajudando na reconstrução dos músculos depois dos treinos mas também para o ganho de massa magra.

Por isso o Whey acaba sendo uma opção inteligente porque raramente nossa alimentação tem uma ingestão adequada de proteínas.

Atualmente com a grande variedade de produtos industrializados, o consumo na alimentação acaba baseando-se em carboidratos e gordura.

Isso torna a suplementação importante, mas não obrigatória.

Lembre-se sempre que você deve seguir os valores que são adequados de acordo com seu corpo, seu objetivo e sua realidade.

Com toda certeza a primeira opção na hora de cumprir a ingestão dos valores de macro e micronutrientes diários é a comida.

Caso você não tenha conhecimento de como fazer esses cálculos, procure um nutricionista.

Muitas pessoas nem precisam suplementar com whey, com alguns bifes ou frango grelhado já bate a meta diária de proteínas.

Por outro lado para quem quer suplementar vai dar de cara com prateleiras ou sites cheios de opções e variedades desse suplemento.

Dessa maneira, como podemos escolher o whey ideal para você?

Vou falar aqui tanto da divisão das categorias por composição quanto falar sobre algumas variações que existem no mercado

Tipos e adequação de cada whey protein:

Concentrado:

É o mais comum de se achar e inclusive o mais em conta.

Apesar disso, ele possui cerca de 80% da sua constituição composta por proteínas.

De tal forma que o restante é um misturado de carboidratos, aminoácidos e um pouquinho de gordura.

Isso ocorre na grande maioria dos wheys concentrados, ainda assim acaba sendo a melhor opção para a maioria das pessoas.

De tal modo que a quantidade em gramas de carboidratos é baixíssima, o que acaba sendo insignificante para quem tem objetivo de emagrecimento.

Por exemplo a maioria da tabela nutricional dos concentrados constam cerca de 4g de carboidratos.

Porém, vale salientar que esse tipo não deve ser utilizado para quem tem intolerância a lactose ou que seguem uma dieta vegana.

Como a tradução do nome já diz, ele é feito da proteína concentrada do soro do leite, contendo lactose, gorduras e minerais.


Vale ressaltar que para quem quer suplementar para emagrecimento ou até hipertrofia vale apostar no concentrado pelo custo benefício.

Isolado:

A grande diferença entre o concentrado e o isolado é a presença quase nula de carboidratos e livre de lactose.

Contudo vou ser bem franca, se for preferir o isolado por causa do menor carbo não compensa…

Ele apresenta cerca de 2g de carboidratos e a indústria usa esse argumento para vender muito mais caro.

Enquanto o concentrado chega a quase 50% do preço e possui 4g de carboidratos, como disse antes, é uma diferença insignificante.

Mas então pra quem o isolado é uma boa opção?

Basicamente pra quem tem intolerância a lactose, que nesse caso realmente não conseguimos utilizar o concentrado.

Quanto a composição os dois se diferem pois este apresenta a proteína do soro do leite isolado, ou seja, sem gorduras e sem lactose.

Assim também acaba sendo uma boa opção para a galera que compete em campeonatos de fisiculturismo.

Ou algum outro atleta que precise de uma alimentação zero carbo.

Hidrolisado:

No whey hidrolisado a proteína isolada do soro do leite é passado por algumas transformações.

Podendo ser a adição de enzimas ou de ácidos que irão, explicando de forma simples, quebrar as proteínas.

Assim sendo, na hora do organismo absorver a proteína o processo já vai estar bem facilitado.

Parece maravilhoso né? Pois é mas o preço é muiiito mais caro que o concentrado…

A verdade é que o hidrolisado não vai fazer milagre nenhum.

Para meros mortais como nós nada adianta gastar um monte com suplemento.

Ainda mais sendo que tem o concentrado que dá um resultado bom gastando menos.

Apesar disso, o hidrolisado também é interessante para atletas de alto nível e para quem compete…

Principalmente porque é uma proteína de rápida absorção.

Dessa forma principalmente atletas que treinam mais de uma vez por dia conseguem tirar proveito.

Principalmente porque ele repõe os aminoácidos que são usados no treino para realizar movimentos dos músculos.

Então seus estoques de energia estarão mais uma vez renovados para o próximo treino.

3W:

A fim de ter um produto mais completo e mais acessível, a indústria criou o Whey 3W.

Com o intuito de ter um produto que unisse os 3 tipos de whey protein: concentrado, isolado e hidrolisado.

Porém mais uma vez, a diferença para o concentrado é quase inexistente.

Contendo cerca de apenas 2g de proteína a mais e por volta de 2.5g de carboidratos.

E normalmente apresenta um valor maior, o que acaba não compensando.

Todavia, as lojas de suplementos sempre acabam entrando em promoção e colocam wheys 3W em conta.

Então fique ligada e compare pra ver se compensa o preço.

Whey Vegano:

Para quem é vegano existem várias opções de suplementos de proteínas de origem vegetal.

Como por exemplo: de soja, de arroz, de ervilha… que são vegetais ricos em proteína e aminoácidos.

A quantidade de proteína na composição acaba sendo bem parecida com a do whey protein normal.

É muito interessante para utilizar quando não consegue alcançar o ideal proteico através da alimentação.

Até porque a proteína é essencial para nosso organismo.

 

Independente de qual for sua escolha de whey, não deixe de lado a alimentação.

Lembrando novamente que whey não faz milagre e que é apenas um suplemento…

Ou seja, a função é complementar os alimentos que você ingere afim de atingir as metas de nutrientes diárias.

 

 

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo